e-escola

Escrita de Equações Químicas

Publicado em 11/05/2006 

Uma transformação química envolve a conversão de espécies químicas em outras espécies químicas diferentes, sendo esta transformação designada por "reacção química". Para descrever uma reacção química utilizam-se equações químicas, onde são indicadas as espécies envolvidas na transformação, bem como as respectivas proporções.

Relativamente à escrita de equações químicas, convencionou-se que os reagentes são escritos do lado esquerdo e os produtos do lado direito. A unir os dois membros existe uma seta. Caso a reacção possa ser considerada irreversível (isto é, os reagentes transformam-se nos produtos, mas o contrário não ocorre) esta seta tem um sentido “→ “.  Caso a reacção possa ser considerada como equilibrada (os reagentes transformam-se nos produtos e o inverso também pode ocorrer), ou seja, em caso em que ocorra equilíbrio químico, existirão duas setas, uma em cada sentido “↔“ . No caso de haver mais do que um reagente ou de se formar mais do que um produto as diferentes espécies são ligadas com um símbolo “+”.

Considere-se, como exemplo, a seguinte reacção, na qual se forma amoníaco a partir de hidrogénio e de azoto:

3H2    +    N2    →    2NH3

Verifica-se que estão envolvidos dois reagentes o hidrogénio (H2) e o azoto (N2) que estão ligados por um “+” e se encontram no lado esquerdo da  reacção. Considera-se que a reacção é irreversível, pelo que a seta tem apenas um sentido na direcção dos produtos, no caso o amoníaco (NH3).

Nesta equação química podemos verificar que três moléculas de hidrogénio reagem com uma molécula de azoto, produzindo duas moléculas de amoníaco.

Por forma a condensar mais a informação na equação química, coloca-se ainda, ao lado das substâncias intervenientes na reacção em estudo, a indicação do seu estado físico. Usualmente, utilizam-se os símbolos (s), (l) e (g), respectivamente, para substâncias no estado sólido, líquido ou gasoso, e ainda, por exemplo, (aq) para espécies que se encontram em solução aquosa.

A equação que vimos anteriormente fica agora:

3H2 (g) +  N2 (g)   →   2NH3 (g)

As equações químicas são muito importantes, não só porque permitem ter uma ideia clara do processo global envolvido numa dada reacção química, mas também porque são o ponto de partida para os cálculos de estequiometria, que vão permitir tratar quantitativamente estas reacções.

De notar, no entanto, que uma equação química não é uma descrição completa das transformações que têm lugar durante uma dada reacção química. Representa apenas a variação global, isto é, o número e o tipo de átomos, moléculas ou iões presentes antes e depois de uma reacção e não fornece nenhuma informação sobre a forma como os produtos são formados a partir dos reagentes, nem o tempo necessário para que a transformação ocorra.

Sub-Temas e Tópicos

© 2008-2009, Instituto Superior Técnico. Todos os direitos reservados.
  • Feder
  • POS_conhecimento