e-escola

Ruténio Básico

Publicado em 28/01/2008 

O ruténio na Natureza

O Ruténio é conhecido como sendo um dos mais raros elementos existentes, encontrando-se na 74ª posição na escala de abundância da crosta terrestre.

O Ruténio pode ser encontrado na forma livre ou incorporado em minerais a partir dos quais pode ser extraído. O mineral mais comum é a laurite (RuS2), conhecendo-se ainda o ruarsite (RuAsS) e o rutenarsenite ((Ru,Ni)As). Tal como o ruténio, também estes minerais são raros, pelo que não são utilizados como fontes comerciais. É actualmente obtido como subproduto da refinação do níquel. As explorações economicamente viáveis localizam-se no Canadá e na África do Sul.

O Ruténio possui sete isótopos naturais, não havendo nenhum com propriedades radioactivas. Por ordem crescente de abundância, os isótopos são o 98Ru, o 96Ru, o 99/100Ru, o 101Ru, o 104Ru e o 102Ru, estando este último estimado em cerca de 31.5% do total de isótopos existentes na natureza.

Isótopos radioactivos de ruténio podem ser encontrado em descargas de reactores nucleares. Já foram detectadas contaminações com 106Ru, o qual possui um tempo de semi-vida de 372 dias, numa alga existente no mar da Irlanda na costa sul do País de Gales e que é utilizada na alimentação.

Autor e Créditos

Autor:

 

Para comentar tem de estar registado no portal.

Esqueceu-se da password?

© 2008-2009, Instituto Superior Técnico. Todos os direitos reservados.
  • Feder
  • POS_conhecimento