e-escola

Enxofre Básico

Publicado em 11/11/2009 

Compostos

O enxofre, elemento do grupo 16 (o mesmo do oxigénio) tem uma química muito rica e variada, com grande impacto não só na biologia dos seres vivos, mas também no nosso quotidiano.

Ainda que não exactamente compostos, é de citar que o enxofre se encontra, normalmente, na forma de moléculas cíclicas contendo um número variável de átomos de enxofre. Ao contrário do oxigénio, o elemento que lhe está exactamente acima na tabela periódica, que forma essencialmente moléculas diatómicas (O2) ou, quando muito, triatómicas (o ozono – O3), o enxofre, na sua forma mais comum, é constituído por moléculas cíclicas com oito átomos de carbono (S8) existindo formas alotrópicasGlossário muito variadas como o S12, S18 ou S20, podendo mesmo encontrar-se na forma de enxofre fibroso com longas moléculas helicoidais S.

O enxofre está presente num dos principais compostos utilizados na indústria de hoje em dia: o ácido sulfúrico – H2SO4. De facto, este composto é fabricado em quantidades maiores do que qualquer outro. É, para além disso, o ácido mais barato de se comprar em grandes quantidades.

O ácido sulfúrico é utilizado em muitas aplicações sendo as principais a produção de fertilizantes com fosfatos e a remoção de ferrugem de metais antes destes serem pintados. Este ácido é também utilizado na produção de explosivos, combustíveis, celofane, tintas, papeis, agentes anti-congelantes e detergentes.

O dióxido de enxofre – SO2 – é um composto que é produzido no processo de fabrico de ácido sulfúrico, mas também é produzido pelo homem como subproduto da queima de combustíveis fósseis. O dióxido de enxofre libertado para a atmosfera é uma forte preocupação como poluente. Mais de trezentos milhões de toneladas deste gás são libertadas para a atmosfera todos os anos. Este poluente provoca graves danos aos órgãos respiratórios de seres humanos e de outros animais. Outro efeito particularmente nocivo da poluição causada por SO2 é a formação de chuvas ácidas que causam danos a edifícios e que acidificam os solos e meios aquáticos, prejudicando animais e plantas. Apesar do seu efeito poluente gravoso, o dióxido de enxofre não é apenas um composto intermediário ou subproduto indesejável. O dióxido de enxofre tem várias aplicações, nomeadamente, como agente desinfectante, branqueador e como conservante alimentar.

O H2S, uma das fontes primárias de enxofre elementar, é um gás muito tóxico e de forte odor desagradável mas, ao mesmo tempo, com um efeito anestesiante do sentido olfactivo, por isso, ainda mais perigoso.

Os compostos de enxofre e cloro S2Cl e SCl2 são usados na vulcanização da borracha, são fontes de cloro em algumas reacções químicas e são utilizados na indústria metalúrgica. Os compostos Na2S e NaHS são usados na indústria de couro para remover pêlos da pele, para fazer corantes e também como agentes redutores.

Uma referência que é importante fazer relativamente aos compostos de enxofre prende-se com facto de este ser um elemento abundante e disperso pelo planeta. Devido a essas características, existe uma extensa lista de compostos contendo enxofre e outros elementos. Estes compostos são, frequentemente, minérios que são minados como fontes de obtenção desses outros elementos que não o enxofre. Destes, salienta-se a importância dos sulfuretos metálicos.

Autor e Créditos

Autor:

 

Tópicos Relacionados

  • Barita

    Manuel Francisco Pereira; Elsa Vicente; Natália Menezes | 09/06/2009 | Minerais | Intermédio

 

Para comentar tem de estar registado no portal.

Esqueceu-se da password?

© 2008-2009, Instituto Superior Técnico. Todos os direitos reservados.
  • Feder
  • POS_conhecimento